Usina pernambucana usa câmera térmica para diminuir propagação da COVID-19

Tecnologia

A Termopernambuco, usina termoelétrica da Neoenergia​, tem utilizado tecnologia de ponta entre as medidas preventivas para combate ao Coronavírus. A planta, localizada no Complexo de Suape, em Pernambuco, agora utiliza uma câmera de medição térmica corporal, possibilitando a detecção de casos de febre entre os colaboradores, um dos sintomas da Covid-19.

Realizado diariamente antes do início da jornada de trabalho, o procedimento é uma das medidas adotadas para impedir a propagação do vírus, incrementando, com tecnologia, as ações preventivas já adotadas. Entre elas:

  • Participação de fóruns online para discussão com as demais empresas do Complexo Portuário de Suape para compartilhamento de boas práticas de combate à disseminação do coronavírus;
  • Implementação de fóruns internos para sensibilização de colaboradores, reforçando a importância de hábitos saudáveis de higiene;
  • Jornada de trabalho remoto para parte das equipes;
  • Compra de de testes de coronavírus, para casos suspeitos, e distribuição de máscaras, sendo o uso obrigatório;
  • Construção de quatro novos lavatórios na entrada da usina, com a obrigatoriedade da higienização das mãos no início do expediente;
  • Sinalização nos pisos, determinando distância segura entre os funcionários;
  • Desinfecção de ambientes internos por empresa especializada e distribuição de álcool em gel com bactericida e desinfetante hospitalar para colaboradores.

As medidas foram implementadas por um comitê da Neoenergia que avalia as melhores diretrizes para funcionamento da usina neste momento de pandemia. “A energia produzida pela Termopernambuco é essencial para a população, especialmente no cenário em que vivemos. Nós sabíamos que o sucesso da operação dependia da nossa capacidade de resposta e, por isso, não hesitamos em criar um fórum exclusivo para tomar as medidas cabíveis”, diz Hugo Nunes, diretor de Negócios Liberalizados da Neoenergia.

Os procedimentos adotados pela usina devem transformar o comportamento não apenas dos colaboradores, mas das empresas de todo o complexo e moradores da região. “Acreditamos que desenvolver ações como essas nos traz benefícios que vão além da garantia da segurança no ambiente de trabalho da Termope, servindo também para disseminar a cultura da prevenção entre os funcionários e seus familiares e amigos, contribuindo ainda para mudar o estilo de vida das pessoas, que passam a atuar como multiplicadores”, diz David Benavent, diretor-presidente da Termopernambuco.

 

Fonte: CELPE – Neoenergia

WhatsApp chat